Archive for the 'Violência urbana' Category

Estado policial avança no Brasil

08/07/2013

Polícia Mata na favela

A socióloga Vera Malaguti Batista alerta para o risco da expansão do “Estado policial” e da gestão militar da vida dos pobres

por Rodrigo Martins — Carta Capital

Os espetáculos de truculência e despreparo das polícias estaduais na repressão às manifestações, somados à barbárie cotidiana nas favelas e periferias das grandes cidades, fizeram ressurgir a bandeira da desmilitarização das polícias. Uma proposta muito distante da realidade, lamenta a socióloga Vera Malaguti Batista, secretária-geral do Instituto Carioca de Criminologia e professora da Universidade Cândido Mendes. Antes disso, sugere a especialista, é preciso interromper é a expansão do chama de “Estado de polícia”. “Precisamos parar de acreditar que vamos resolver os problemas do Brasil com mais polícia e repressão”, diz Batista, organizadora do livro Paz Armada, Criminologia de Cordel, lançado em 2012 pela Editora Revan. Confira, a seguir, os principais trechos da entrevista. Leia o resto deste post »

Pela extinção da PM

16/06/2013

Por Vicente Safatle,professor livre-docente do Departamento de filosofia da USP (Universidade de São Paulo).
Folha de S. Paulo

No final do mês de maio, o Conselho de Direitos Humanos da ONU sugeriu a pura e simples extinção da Polícia Militar no Brasil. Para vários membros do conselho (como Dinamarca, Espanha e Coreia do Sul), estava claro que a própria existência de uma polícia militar era uma aberração só explicável pela dificuldade crônica do Brasil de livrar-se das amarras institucionais produzidas pela ditadura.

No resto do mundo, uma polícia militar é, normalmente, a corporação que exerce a função de polícia no interior das Forças Armadas. Nesse sentido, seu espaço de ação costuma restringir-se às instalações militares, aos prédios públicos e aos seus membros. Leia o resto deste post »

Assassinato de jovens revolta Boiadeiro

31/08/2012
Para protestar contra a morte de dois jovens assassinados por um grupo de extermínio, a comunidade do Boiadeiro, no Subúrbio Ferroviário, fez nesta sexta-feira (31) outra manifestação pública, que enfrentou a resistencia de policiais militares que prenderam, inclusive, um advogado dos movimentos negros.

A comunidade busca superar o medo e contestar a versão da mídia que veiculou a informação de que os rapazes teriam morrido em decorrência de confronto entre facções criminosas rivais que supostamente guerreiam por aquele território. No entanto, na realidade, Luiz Henrique, filho único, arrimo de família, foi covardemente morto em companhia de Alax através duma execução sumaria nitidamente empreendida por ação de um grupo policial ou paramilitar de extermínio. Leia o resto deste post »

Marinha do Brasil ataca comunidade quilombola na Bahia

28/05/2012

Movimento de apoio ao quilombo do rio do Macaco, na divisa entre os municípios de Simões Filho e Salvador (Bahia) denunciou hoje (26) mais um ato de violência da Marinha do Brasil contra os moradores da area. Fuzileiros navais cercaram uma das casas, derrubaram uma parede e agrediram pessoas indefesas.

“As instituições responsáveis por esta situação precisam se pronunciar, pois os poderes, leis e instituições do país estão em funcionamento e elas valem como ordenamento jurídico também para a Marinha do Brasil”, protestou a socióloga Vilma Reis, que acompanha de perto a luta da comunidade em defesa do direiro de viver em terras onde seus familiars vivem há mais de cem anos.

Leia o resto deste post »

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 47 outros seguidores