Tratamento do tabagismo ameaçado na Bahia

25/05/2011

Por Paulo Galo

A Bahia está prestes a perder um dos programas de melhor custo-benefício na área de saúde, voltado para o combate ao tabagismo. O programa é pilotado por uma talentosa médica pneumologista e professora da UFBA, Ana Theresa Rocha Dias, idealizadora do Núcleo de Atendimento e Tratamento do Tabagismo (NATTAB), vinculado ao Serviço de Pneumologia do Hospital das Clínicas (HUPES/UFBA).

O NATTAB funciona como grupo de apoio aos que se propõem a parar de fumar. Com o suporte de medicações disponibilizadas pelo Ministério da Saúde e de uma equipe de psicólogas e pneumologistas do Hospital das Clínicas, o NATTAB foi criado em 2007 e desde então produziu resultados de abstinência tabagística muito importantes.

A médica e professora Ana Theresa Rocha Dias, criadora e cérebro dessa iniciativa, está prestes a desmobilizar o grupo por conta do fim do seu vínculo REDA com o Estado. Por conta disso, toda a comunidade do Hospital das Clínicas, onde funciona o NATTAB, está mobilizada para pressionar o Governo do Estado no sentido de criar para ela um vínculo semanal de 30 horas.

Registro que Ana Theresa é uma das mais bem sucedidas pneumologistas do pais. Não precisa do rico dinheirinho do erário baiano. Mas precisa de um vinculo profissional para poder continuar pilotando essa belíssima iniciativa que, a propósito, já treinou profissionais da saúde ligados ao governo baiano para que estes e tantos outros possam replicar as ações nascidas e desenvolvidas pelo NATTAB.

Dia 31, às 9h, haverá uma manifestação na porta do Hospital das Clínicas em protesto contra o desaparecimento iminente do NATTAB. Como cidadão que passou pelo grupo e está, graças a ele, há dois anos sem fumar, estarei presente.

No dia 5 de abril passado, a diretoria do Hospital das Clínicas encaminhou correspondência ao secretário de Saúde, Jorge Solla, oferecendo todas as justificativas sobre a eficácia e importância do programa e solicitando a sua manutenção. Até hoje a Secretaria de Saúde não se dignou, sequer, a encaminhar resposta à demanda apresentada.

Diga-se de passagem que todos os custos do programa são mantidos pelo governo federal, através do Ministério da Saúde e do Hospital das Clínicas. O único custo do Estado com o programa é a manutenção do vínculo profissional da sua coordenadora.

Ana Theresa Rocha é professora auxiliar do Departamento de Saúde da Família da Faculdade de Medicina da Bahia da UFBA; é coordenadora do Núcleo de Atendimento e Tratamento do Tabagismo (NATTAB) do Serviço de Pneumologia do Complexo HUPES; é professora colaboradora do Serviço de Pneumologia do Complexo Hospital Universitário Professor Edgard Santos (HUPES) da Universidade Federal da Bahia (UFBA); é pneumologista e Intensivista – Duke University (DU), Durham-NC, EUA; doutora em Medicina e Saúde e mestre em Ciências da Saúde para Pesquisa Clínica; membro da Diretoria da Comissão de Tabagismo da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT); Fellow do American College of Chest Physicians, EUA.

Anúncios

6 Respostas to “Tratamento do tabagismo ameaçado na Bahia”

  1. Cátia Pina Says:

    Prezado Paulo Galo,

    É com muita indignação que recebi a notícia sobre o possível término do Núcleo de Atendimento e Tratamento do Tabagismo (NATTAB).

    É impressionante a forma como os nossos dirigentes estão tratando da saúde pública em nosso país e mais especificamente em nosso estado.

    Sou fumante há 33 anos, e durante esses anos já havia tentado sem êxito, diversas alternativas para deixar de fumar. Apenas depois de estar inserida no grupo NATTAB consegui ficar sem fumar quatro meses e continuo em tratamento, pois sei que sou dependente da nicotina e preciso ainda me fortalecer com a terapia cognitivo-comportamental, e em alguns momentos com a medicação oferecida pelo programa, a fim de me desvencilhar completamente da dependência. Nesse sentido, aceite meus parabéns Paulo, por seus vinte e quatro meses sem fumar!

    A ameaça de extinção do grupo NATTAB, é um problema de saúde, mas que precisa ser analisado também sobre a ótica do social, pois, cada membro que abandona o hábito de fumar, deixa de contaminar pessoas que são fumantes passivas ao mesmo tempo em que serve de exemplo para outros fumantes mostrando que é possível sim, abandonar a nicotina.

    Gostaria de dizer ainda que o sucesso do programa faz com que oitocentas pessoas estejam inscritas na lista de espera. Portanto, o programa NATTAB ao contrário da iminência do seu término, deveria ser reproduzido, criando-se outros núcleos para atender a demanda da nossa população.

    Portanto, entendo que o fim do programa seria no mínimo uma questão de descaso com a saúde pública. Não acredito no entanto, que o nosso Secretário de Saúde vá privar a sua população já tão carente de outros bens, de um bem imprescindível, como a saúde.

    Acredito na sensibilidade e competência do nosso Secretário, Jorge Solla, pois o grupo NATTAB é um Programa de Saúde Pública e tenho certeza de que ele não o tirará do povo.

    Dia 31/05/2011, estaremos lá!

    Atenciosamente,
    Cátia Pina

  2. Cátia Pina Says:

    O NATTAB e a luta contra o tabagismo

    O tabagismo é uma doença crônica
    Que precisamos enfrentar
    Ver a doença com seriedade
    Para dela podermos tratar

    Cigarro, droga maldita
    Que a muitas pessoas vicia
    Composto de inúmeros venenos
    Mata centenas de pessoas todos os dias

    Monóxido de carbono, nicotina,
    Benzeno e Alcatrão;
    São algumas das substâncias venenosas
    Que o cigarro tem na sua composição

    Nicotina é a causadora do vício
    Que provoca a dependência
    Deixa o fumante frágil
    Fumando sem consciência

    A nicotina aumenta a liberação de catecolaminas,
    Que atua no sistema nervoso central
    Acelerando a freqüência cardíaca,
    causando a vasoconstrição e hipertensão arterial.

    O monóxido de carbono
    É aquele gás,
    Que intoxica fumante e não fumantes
    E pelo escapamento dos automóveis também sai

    O gás é tão ousado
    Que toma o lugar do oxigênio no organismo,
    Prejudicando a saúde dos fumantes
    Ativos e dos fumantes passivos

    O alcatrão é um composto
    Com mais de 40 substâncias cancerígenas
    Possui resíduos de agrotóxicos
    Além de substâncias radioativas

    O cigarro possui ainda
    Muitos metais pesados
    Como chumbo e cádmio
    Que aos pulmões atinge em demasiado.

    A exemplo da perda da capacidade ventilatória
    Dispnéia , enfisema, fibrose pulmonar
    Câncer dos pulmões, próstata, rins e estômago.
    Todos, problemas difíceis para a medicina cuidar.

    O projeto NATTAB
    É uma oportunidade bastante singular
    Para que esta triste dependência
    Os fumantes possam controlar

    Coordenado por Drª Ana Tereza Rocha
    Que vive a se preocupar
    Em desenvolver estratégias
    Para a cada membro do grupo ajudar

    As suas palavras doces e de encorajamento
    Nos leva a descobrir
    Que deixar de fumar é difícil
    Mas que é possível, sim.

    Uma das estratégias utilizada
    É quando a médica solicita
    Que marquemos uma data para deixar de fumar
    Assim, a nossa determinação ela incita.

    A Draª Ana recomenda
    Um kit o fumante construir
    Para nos momentos de fissura
    Possa ao cigarro substituir

    Pode fazer parte do kit:
    Suco, chiclete, água
    Gengibre, coco…
    Cubinhos de cenoura ou balas…

    É preciso colocar na cabeça:
    O que importa é não fumar
    Respirar fundo,
    E a fissura driblar.

    A psicóloga Cláudia
    Que trabalha sem remuneração
    Ajuda muito na nossa luta
    Merece uma contratação.

    A terapia cognitivo-comportamental
    É a metodologia utilizada
    E a alguns medicamentos,
    Ela é associada.

    Pode fazer parte do tratamento:
    O Bup – cloridrato de bupropiona
    A pastilha NIQUITIN ou
    O adesivo de 7, 14 ou 21 miligramas

    O objetivo desse escrito sobre o cigarro
    É para o dependente refletir,
    Entender um pouco sobre os males
    E fortalecer a forma de agir.

    Por enquanto termino aqui,
    Mas pretendo continuar
    A escrever sobre o tabagismo
    Para que juntos possamos lutar.
    Cátia Pina

    Tel: 8812-6398


  3. Obrigado pela info

  4. agatha famed Says:

    Não se cria nada sozinho. Essa professora é uma fraude.

  5. Louisa Says:

    Gostei muito deste post, excelente!

    Está cansado de tentar parar de fumar com adesivos, pastilhas ou comprimidos que não funcionam?

    Com o sistema Cigarro Nunca Mais, 96% das pessoas aprendem não só a parar de fumar, mas também a nunca mais sentir vontade de fumar!

    Pare de Fumar Imediatamente! Sem Ansiedade, Sem Saudades e Sem Arrependimento.

    ENTRE NO LINK ABAIXO E CONFIRA ESTE

  6. Cátia pina Says:

    Como faço para ter contato c/ este sistema cigarro nunca mais?


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: