Salvador tem final de ano com política melancólica

28/12/2011

Por Josias Pires

Final de ano melancólico para a política soteropolitana. A Câmara Municipal foi sufocada por um pacotaço de projetos de grande repercussão na vida da cidade, alguns encaminhados a pedido do governo estadual e outros pelos amigos de JH do mercado imobiliário. Como o governo do estado deixou a prefeitura jogar solta, JH mandou um projeto maledicente para a Câmara, ou seja, altera o zoneamento da Fonte Nova e embute no balaio a mudança de gabarito na Orla.

É uma malandragem que passou o ano todo na gaveta e foi jogada na mesa no final do ano.

Merece estudo essa predileção dos governantes de Salvador de fazer maldades com a cidade no período natalino. Isto aconteceu em 1968, quando ACM era prefeito e assinou a Reforma Urbana na noite de Natal. Naquela época foram doadas à preço de banana as terras do que viria a ser a Paralela para os amigos donos de imobiliárias, que as estão usando agora a preços exorbitantes. As reformas do PDDU desde então são feitas nas madrugadas graças às obstruções da oposição.

Agora a liderança do governo na Câmara armou uma estratégia para se vingar de uma oposição que tentou o máximo que pode ser aguerrida e denunciar os desmandos da política governista. Agora ficou encurralada e está sendo obrigada a aprovar matérias que desaprova para garantir a aprovação daquelas que realmente merecem ser aprovadas.

O líder governista  Téo Sena tem jogado no sentido de forçar a oposição a se comprometer a não fazer obstruções e, portanto, aceitar as matérias tais como enviadas pelo prefeito á casa. Nos bastidores movimenta-se outros líderes em defesa de outros interesses. A oposição parece não ter escolha. A bancada da maioria faz o que quer. Só que agora quer o apoio da oposição para aprovar matérias que a oposição desaprova. É um outro modo de esmagar e tentar desmoralizar a oposição, que mesmo sabendo ser indecente o modo de governar a cidade de JH é obrigada a aceitar os desmandos para salvar outros interesses, como o do transporte público sobre trilhos.

Todos queremos debater os projetos para a cidade e os donos da cidade providenciam a aprovação de leis que balizarão o crescimento nos próximos anos. A gente fala uma coisa eles estão fazendo outra. E parecem dispostos a nos engolir.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: