Desocupa fará passeata nesta quarta-feira no Centro de Salvador

31/01/2012
O Movimento Desocupa realiza amanhã (1), a partir das 16h, uma passeata entre o Campo Grande e a praça Municipal, em Salvador, para protestar contra a aprovação e sanção da Lei de Ordenamento e Uso do Solo (Lous), cuja votação desobedeceu a uma decisão judicial que suspendeu a tramitação da matéria. Este é o terceiro protesto de rua do movimento, que começou dia 14 de janeiro na praça de Ondina ocupada pelo Camarote Salvador. O evento reuniu cerca de 800 pessoas. Seis dias depois um novo protesto, com mais de mil pessoas, foi feito na praça Municipal, o Desocupa, João.
No convite feito em vídeo divulgado na internet, a organização da passeata informa que o objetivo do evento é despertar a cidadania: “A questão não é apenas o camarote do Carnaval.  A questão não é apenas João Henrique.  A questão é a cidade onde o poder político está submetido ao poder econômico. O desprefeito serve a empresários, que usam a prefeitura em benefício dos seus negócios. João foi eleito para fazer outra coisa. Foi eleito para servir à população”, afirmam os manifestantes.

O Movimento tem recebido o apoio de vários segmentos sociais: sindicatos, associações profissionais e comunitárias, entidades estudantis, movimento sem teto, além de artistas, advogados, jornalistas e profisionais de diversas áreas. No último domingo, o cantor Lucas Santtana parou o show que fazia na Concha Acústica e convocou o público a participar do evento.

“Se queremos ser ouvidos e beneficiados por políticas públicas, temos que levantar da cadeira e ir para a rua, temos que ir à Justiça, temos que escrever aos nossos representantes, temos que retomar a nossa cidadania. O próximo prefeito, seja ele qual for, vai enfrentar os mesmos problemas: péssima qualidade na prestação dos serviços públicos: lixo, transporte, trânsito, saúde, educação, especulação imobiliária … A situação é muito crítica. Para mudar a cidade precisa da participação de todos nós. Por isso precisamos de você na rua. Para deixar bastante claro: queremos ser ouvidos. Estamos agrupando cada vez mais gente que deseja também retomar a cidade, desprivatizar a cidade. Vamos falar das nssas insatisfações e das nossas propostas até o novo prefeito chegar. E seremos ouvidos. Ou continuaremos indo às ruas e à Justiça”, convocam.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: