Capitães de Areia selecionado para o Festival de Cinema Brasileiro de Paris

18/04/2012

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O filme de Cecília Amado está entre os oito longa metragens selecionados para a 14a. edição do Festival de Cinema Brasileiro de Paris, que será realizado entre 09 e 22 de maio.

A lista completa dos filmes de ficção selecionados:

Capitães de Areia – Dirigido por Cecília Amado.
Historias que assim existem quando lembradas – Julia Murat Direção
O Abismo prateado – Dirigido por Karim Aïnouz


Corações Sujos – dirigido por Vicente Amorim
Heleno – Dirigido por José Henrique Fonseca
Rania – Dirigido por Roberta Marques
Sudoeste – Dirigido por Eduardo Nunes
A Febre do Rato – Dirigido por Claudio Assis

Esta é a lista dos nove documentários selecionados para o festival:

Marcelo Yuka Não – de Daniela Broitman
Paralelo 10 – de Silvio Da-Rin
Uma longa Viagem – de Lúcia Murat
Jorge Mautner – O filho que Holocausto – de Pedro Bial e Heitor de Alincourt
As Canções – de Eduardo Coutinho
Tancredo, A Travessia  – de Silvio Tendler
Vale dos Esquecidos – de Maria Raduan
Raul – O Início, o Fim e o  Meio – de Walter Carvalho
Trópico da Saudade – Claude Lévi-Strauss e a Amazônia – de Marcelo Fortaleza Flores

20 ANOS RioFilme

Para comemorar o 20 º aniversário da RioFilme, o Festival de Cinema Brasileiro de Paris apresenta uma seleção dos melhores filmes produzidos pela produtora carioca nessas duas décadas:

A Ostra e o Vento – Dirigido por Walter Lima Jr.
Baile Perfumado – Dirigido por Paulo Caldas e Lírio Ferreira
Veja essa Canção – Dirigido por Carlos Diegues
As melhores coisas do mundo – Dirigido por Laís Bodanzky
Cartola – Dirigido por Lírio Ferreira e Hilton Lacerda
Muita calma nessa hora – Dirigido por Felipe Joffily
Simonal – ninguem sabe o duro que dei – Dirigido por Claudio Manoel, Micael Langer e Calvito Leal

Homenagem à Claude Santiago

Claude Santiago faleceu na segunda-feira 16/01/12, dois meses após uma corajosa batalha contra um cancêr devastador e desigual. Ele tinha 61 anos.

Seu mais recente documentário “The Last Poets made in Amerikkka”, filmado durante o festival Banlieues Bleus em região parisiense, que mostra a reunião dos precursores do rap US, foi um de seus mais poderosos testemunhos. Entre os temas dos seus retratos singulares, os brasileiros Carlinhos Brown e Tom Zé, o grande Compay Segundo, James Bood Ulmer, e ainda suas imagens panorâmicas sobre o raï em Oran, o Carnaval em La Havana, a rumba rural na Colômbia, a soca Trinidad, ou o “Punk Degeneration”, imagens exibidas em canais como Arte, Canal Plus, Mezzo, além de serem muitas vezes premiados.

Claude era um ávido mochileiro (passou um tempo vivendo na Califórnia, onde abriu um bar de vídeo) e um pioneiro de novos espaços sonoros. Era um baterista com uma paixão contagiante, um amante do trabalho à sua maneira, mas que o frenesi do mercado deixou tão pouco espaço. O porquê de suas imagens sobre os diferentes mundos musicais serem populares apenas para os mais curiosos no assunto.

Santiago é o olho que estimula a audição. Serão exibidos xele os filmes:

Carlinhos Brown Bahia Beat – Claude Santiago
Tom Zé Dada Brasil – Claude Santiago

Sites:
http://www.festivaldecinemabresilienparis.com
http://www.jangada.org

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: