Com João Henrique Carneiro (JHC) Salvador chega ao fundo do poço

24/07/2012

Por Josias Pires

O prefeito de Salvador, João Henrique Carneiro (JHC), submisso como sempre aos interesses do poder econômico que domina também a vida política da cidade, foi na seguda-feira (23) a uma reunião com dirigentes de empresas do mercado imobiliário, na Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb) e fez o que mais sabe fazer: transferir a culpa dos seus fracassos aos outros, desta vez, o alvo foram os órgãos de fiscalização e controle que, segundo ele, travam o desenvolvimento da cidade.

Depois de tentar provocar um caos na tramitação de processos na Superintendência de Controle do Uso do Solo  (Sucom), sob a alegação de que estaria cumprindo medida judicial que suspendeu artigos inconstitucionais da nova Lei de Ordenamento, Uso e Ocupação do Solo (Louos), obrigado pelo Tribunal de Justiça a cumprir a decisão de modo adequado, o prefeito usa o ardil da “insegurança jurídica” para justificar os seus próprios erros.

A reunião com o prefeito, como reportou o jornal A Tarde desta terça-feira (24) foi convocada pelo Fórum das Entidades Imobiliárias dado a preocupação dos empresários com a “insegurança jurídica” criada pela prefeitura, que  suspendeu cerca de 13 mil processos na Sucom e afrontou a decisão judicia, sob a capa de uma interpretação jurídica da medida do TJ..

Ao invés de recuar do erro cometido, a Sucom e o prefeito aproveitaram a reunião com os empresários para aumentar o tom da crítica à decisão do Tribunal de Juistiça e responsabilizar os órgãos de controle e fiscalização por estarem realizando o seu trabalho. Ao invés de usar a lei anterior no lugar dos artigos suspensos da nova lei, a prefeitura prefere questionar a decisão judicial.

Para o prefeito  a culpa é da Defensoria Pública, do Ministério Público, do Instituto de Patrimônio Histórico e Arquitetônico (Iphan), do governador Wagner e do cantor e compositor Caetano Veloso. “Só não cobrem do pobre prefeito. Ele não tem nada com isto. É uma vítima da incompreensão e da intolerância humana”, ironizou um comentarista no Facebook.

JHC tem provado ser um prefeito capaz de criar factoides com facilidade espantosa e obter coberturas favoráveis aos seus desatinos. Infelizmente, embalado por dinheiro público e privado dos empresários de ônibus, de lixo, do capital imobiliário e do Carnaval ele mantém-se no poder destruindo a cidade.

Ao invés de reclamar da suposta desistência da empresa Poder de Garantir (PDG) de investir em Salvador o prefeito deveria olhar para a sua gestão e mandar apurar o prejuízo ao erário público provocado por grandes camarotes do Carnaval, que não pagaram em fevereiro passado a taxa municipal de ISS, que a lei determina como condição para levantar os camarotes nas ruas. E esta mesma empresa PDG foi a que vendeu apartamentos para dezenas de pessoas e já adiou por duas ou três vezes a entrega dos imóveis, produzindo toda a sorte de prejuízos aos cidadãos e consumidores.

O rombo deixado pela gestão de JHC é muito maior, contudo, quando sabemos que a prestação dos serviços municipais, responsáveis pela gestão local dos programas sociais bancados pelo governo federal é um desastre. O povo mais pobre sofre com a falta de estrutura da prefeitura para atende-los de modo minimamente adequada.

Com JHC chegamos ao fundo do poço.

 

Uma resposta to “Com João Henrique Carneiro (JHC) Salvador chega ao fundo do poço”


  1. Não somente o JHC está “pisando na bola” no dia 13/07 foi agendada uma reunião com a sua atual mulher e Secretária Municipal da Saúde com 50 líderes do subúrbio a mesma alegou que estaria em uma outra reunião e que dispensassem os líderes comunitários, esta reunião foi agendada por ela mesma na presença da Conselheira Marli Brandão e Coordenadora Sra. Silvia Pimentel , agendou uma outra não compareceu e , nesta semana agendou a terceira para dia 25/-7 as 09:00 , ela estará sozinha, poi estão querendo subestimar a capacidade de discernimento cidadão do povo Soteropolitano, morador em bairros afastados do centro Administrativo e Financeiro , mas somos cidadãos e merecemos respeitos, impugnemos esta atitude seja o poder Executivo, Legislativo ou Judiciário que não seguem o princípio ímpar da Ética e Cidadania com o próximo. E JHC e a Senhora digníssima Secretária estão desprezando aqueles que elegeram-lhes.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: