Archive for the 'Salvador/por Haroldo Abrantes' Category

.

24/07/2011

.

Anúncios

Você acha que a língua portuguesa é difícil?

10/05/2011


Por Haroldo Abrantes
Colunista do blog Bahia na Rede vai às ruas ouvir dos soteropolitanos o que eles pensam do mito que diz que a língua portuguesa é difícil. As entrevistas foram feitas na Estação de Transbordo do Iguatemi.

Cabeças de Porco

24/04/2011

Por Haroldo Abrantes

Além do peixe, da comida com dendê e dos ovos de páscoa, dos babas-de-saia e das celebrações religiosas, uma outra tradição se repetiu no feriadão da Semana Santa, o hábito de sair da capital em busca de algum dos inúmeros paraísos que nosso estado possui, seja ao norte, sul, ou noroeste. Continue lendo »

Bicicletas e outras acrobacias do futebol

10/04/2011

Por Haroldo Abrantes

As chuvas de outono chegaram e Aurélio não pôde ir para o trabalho em sua bicicleta, nem Rina para a escola em sua magrela.  Eles tiveram de pegar o velho e nada bom buzu e enfrentar os engarrafamentos que ficam piores nos dias de chuva.

Continue lendo »

Passado, presente e futuro

29/03/2011

Avenida Barros Reis, década de 1980.

Dia de aniversário me leva a pensar sobre o passado, presente e futuro. O tempo, afora o sentido da vida, é uma das coisas que mais me intriga. Não podemos pará-lo, nem voltar ou adiantar. O passado é o que já passou, o futuro o que virá, e o presente é o que será passado e já foi futuro. Sendo assim é o presente que deveria nos interessar mais. Ele reúne os três tempos no mesmo instante. Mas o passado influencia o presente e também o futuro. O futuro depende do passado e também do presente que já foi futuro e será passado. Muito doido isso do tempo.

Muitas vezes fico pensando se pudesse voltar no tempo que momento de minha própria vida eu escolheria. Cada vez que penso escolho um dia, um acontecimento diferente, não para fazer algo diferente, apenas para vivê-lo novamente. Experimentar novamente as boas sensações que ficaram gravadas na memória. Hoje é o aniversário de Salvador, quer dizer que há 462 anos um grupo de portugueses chegou neste pedaço de chão e decretou que aqui seria construída uma cidade. É neste fato que nos baseamos para dizer que esta cidade tem 462 anos.

Continue lendo »