Archive for the 'Televisão' Category

Morre o Sambador Manezin de Izaias

10/02/2015
Foto semana Cultural Riachão - Evandro Matos

Foto semana Cultural Riachão – Evandro Matos

Por Josias Pires

Acabei de receber a notícia por meio de mensagem eletrônica encaminhada pelo jornalista Evandro Matos. A morte colheu o sambador na noite de segunda-feira passada (09), em sua residência, na avenida J.J. Seabra, Riachão do Jacuípe, a cerca de 200 Km de Salvador.

Afamado sambador de Riachão do Jacuípe, Manezin de Izaias é co-autor de um dos grandes sucessos do Carnaval da Bahia, a música “Quixabeira”, adaptada por Carlinhos Brown e gravada pelo próprio Brown e mais Caetano Veloso, Gal Costa, Maria Betânia, Gilberto Gil, banda Cheiro de Amor e muitos outros:

https://www.youtube.com/watch?v=3QjsedRXg9Q

A canção “Quixabeira”, na verdade, é uma colagem que Carlinhos Brown fez de três músicas gravadas originalmente como de domínio público no long-play “Da Quixabeira Pro Berço do Rio” , produzido por Bernard von der Weid, em 1992, reunindo 40 cantos de trabalho, chulas, batuques e rodas de quatro município do sertão da Bahia (Feira de Santana, Serrinha, Araci e Valente). Leia o resto deste post »

O Brasil no olhar dos viajantes – João Carlos Fontoura

20/07/2013

“Documentário sobre os relatos estrangeiros das primeiras viagens feitas ao país, entre os séculos XVI e XIX, e a influência que tiveram na construção da imagem do Brasil no exterior e entre os próprios brasileiros. O filme resgata testemunhos de homens que viram um país ainda desconhecido, primitivo e exótico tecer as bases de sua sociedade e de sua história”.
Documentário de João Carlos Fontoura difundido pela TV Senado.

Movimento Passe Livre no Roda Viva

18/06/2013

O programa traz dois líderes do Movimento Passe Livre: a estudante de direito Nina Cappello e o professor de História Lucas Monteiro de Oliveira. A edição repercute a onda de protestos em São Paulo contra o aumento da tarifa de ônibus e a situação do transporte público no Brasil.

Marujada – Bahia Singular e Plural

19/03/2013

Por Josias Pires

“Marujada” é uma rapsódia, uma colagem que reúne, num longo espetáculo de dança, música, cantos e falas — que pode durar até dois dias -, fragmentos de velhos romances cantados portugueses e músicas tradicionais de variadas fontes. Foram gravadas para este documentário festas de marujada nos municípios de Paratinga, Saubara, Jacobina e Prado.

A Marujada, também conhecida como Chegança de Marujos, é um folguedo popular que embarca o espectador no imaginário das grandes navegações dos séculos XV, XVI e XVII. Tais navegações viabilizaram a expansão colonial de países europeus por novos continentes e proporcionaram o encontro de povos e as novas civilizações. Lançados ao mar, os homens da época criaram novos gêneros literários — como os relatos de naufrágios -, e novas canções, danças e dramas que se espalharam pelos novos mundos. Leia o resto deste post »

Quixabeira – da Roça à Indústria Cultural

17/03/2013

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Parte 4

Índios do Sertão – Bahia Singular e Plural

16/03/2013

Parte 1

Parte 2

Por Josias Pires
“Índios do Sertão” é o décimo quarto documentário da série “Bahia Singular e Plural”. Foram gravados para este programa o toré dos índios Kiriri de Mirandela, no município de Banzaê; o toré dos Tuxá de Rodelas; e a dança dos praiá, feita pelos Pankararé, de Nova Glória – estes dois últimos municípios localizados às margens do rio São Francisco, no norte da Bahia.

O documentário traça um panorama da história recente desses três povos indígenas da Bahia e, apoiado em depoimentos dos índios e dos antropólogos Pedro Agostinho, Maria do Rosário, José Augusto Sampaio e Marco Tromboni apresenta algumas questões relacionadas a situação dos índios do Nordeste. Houve uma época, por exemplo, que havia dúvidas acerca da própria existência de índios nessa região, pois se acreditava que eles teriam sido extintos durante o período colonial e que todos os seus descendentes estariam dissolvidos na sociedade envolvente e teriam assumido a categoria de “caboclos”. Leia o resto deste post »

TV Paga: ANCINE defende conteúdo brasileiro

11/03/2013

CINEMA 2
Do Site da Ancine
A ANCINE divulgou hoje decisões sobre cinco pedidos de dispensa do cumprimento de obrigações de carregamento de conteúdo audiovisual nacional na TV Paga, apresentados pelas empresas responsáveis pelos canais TV5 Monde, Tooncast, Discovery Civilization, Discovery Science e Infinito. A obrigação de veiculação de conteúdos audiovisuais brasileiros e independentes no horário nobre dos canais de espaço qualificado foi criada pela Lei 12.485/2011 com o objetivo de fortalecer as empresas produtoras e programadoras nacionais e estimular o desenvolvimento do mercado audiovisual brasileiro. Leia o resto deste post »

Luis Carlos Barreto ataca majors do entretenimento durante sessão no STF

01/03/2013

O cineasta Luís Carlos Barreto afirma no Supremo Tribunal Federal, em defesa da lei 12.485/2011, que garante o acesso da produção audiovisual brasileira nas TVs por assinatura, que é o interesse econômico das majors mundiais do entretenimento que está emperrando o cumprimento do dispositivo legal.

A sereia engessou

12/01/2013

canto-da-sereia

Por Raul Moreira, jornalista e cineasta, A Tarde
Quando lançou a sua primeira ficção literária, O Canto da Sereia, em 2002, resultado de suas incursões a Salvador em verões escaldantes, o jornalista e escritor pop Nelson Motta, entre outros atributos, deixou a entender que a terra dos orixás e todos os santos experimentava um surto modernizante, mas mantinha-se fiel ao seu espírito petrificado, um misto de anarquia e malemolência.

Passados pouco mais de 10 anos, eis que a microssérie adaptada do livro homônimo de Nelson Motta ganhou o horário noturno da Rede Globo e, até amanhã, salvo apagões de última hora, vai alimentar ou, quem sabe, constranger o imaginário dos telespectadores, principalmente os locais. E caso o faça, certamente não será pelo bom acabamento da obra, diga-sedepassagem, mas tão somente pelo fato de que nós, nativos, normalmente somos mais susceptíveis diante do suposto espelho. Leia o resto deste post »

18/10/2012

Por Josias Pires
Cantos de trabalho são canções que acompanham as atividades produtivas manuais agrícolas ou urbanas, coletivas ou individuais. Em todo o mundo são numerosos os cantos de trabalho: as canções de fiar, canções de quebrar pedra, as canções de plantar e colher, as canções de remar, chamar o gado, apregoar, etc. São cantos que exprimem a profunda ligação entre a arte e a vida. Leia o resto deste post »

Reisado Zé de Vale – Bahia Singular e Plural

17/10/2012

Por Josias Pires

Esta é uma das mais curiosas e surpreendentes manifestações da cultura popular do Nordeste. Ao contrários dos reisados tradicionais, nos quais o Menino-Deus e os Reis Magos são os personagens principais, no Reisado Zé de Vale o personagem principal é um bandido. Estamos diante de um folguedo que o professor Nélson de Araújo classificou como sendo uma espécie de “reisado dramático”, ligado à tradição dos romances de bandoleiros audaciosos, como o Cabeleira, famoso cangaceiro pernambucano do século dezoito, imortalizado pelo escritor Franklin Távora. Leia o resto deste post »

Lei determina mínimo de 12 horas diárias de conteúdo brasileiro na TV paga

02/09/2012

Via Carollini Assis, no Facebook

conteudo-nacional

01 de novembro: Data limite para TVs a cabo adequarem pacotes a lei 12.485

A ANCINE decidiu prorrogar por mais 2 meses o prazo para que as “empacotadoras” comecem a cumprir a obrigação de veiculação de canais de programação baseada em conteúdos brasileiros, conforme disposto no art. 28 da Instrução Normativa 100, originalmente previsto para o dia 02 de setembro de 2012. Empacotadora é a empresa que monta o pacote de programas e vende para as distribuidoras. A Diretoria Colegiada fixou em 1º de novembro de 2012 o novo prazo para as empacotadoras adequarem seus pacotes à Lei 12.485/2011.

O artigo 28 da instrução normativa 100 detalha todas as novidades do mercado audiovisual brasileiro, que tende a aquecer bastante o setor. A Norma define as obrigações da empacotadora de garantir, quando o pacote oferta apenas um “canal brasileiro  de espaço qualificado” o mínimo de 12 horas diárias de conteúdo audiovisual brasileiro “que constitui espaço qualificado produzido por produtora brasileira independente, 3 (três) das quais em horário nobre, nos termos do §4º do art. 17 da Lei nº 12.485/2011”. Leia o resto deste post »

Ministério Público quer ação da Justiça contra a Band Bahia

17/08/2012
 

O Ministério Público Federal na Bahia (MPF/BA), em conjunto com o Ministério Público do Estado da Bahia (MP/BA), propôs ação civil pública, com pedido de liminar, para que a Rádio e Televisão Bandeirantes da Bahia (Band Bahia) suspenda entrevistas ou exibições de imagens de presos, sob custódia do Estado da Bahia, que sejam violadoras da dignidade humana, sob pena de multa diária de R$ 50 mil reais.

Em caráter definitivo, o MPF e o MP/BA requerem que a empresa seja condenada a custear a produção de 20 programas televisivos, com duração de meia-hora, cada um. Os programas deverão ser exibidos, pelo menos, uma vez por semana, no horário em que, atualmente, é veiculado Brasil Urgente, e deverão promover os direitos humanos. O conteúdo será estabelecido pelo MPF e MP/BA, com fiscalização do Sindicato dos Jornalistas da Bahia e da Associação Baiana de Imprensa.

Leia o resto deste post »

TV Pernambuco radicaliza conceito de TV Pública

24/05/2012

Em Pernambuco escreve-se hoje uma página inédita da história da TV brasileira. Pela primeira vez no Brasil uma TV pública está sendo reconstruída de baixo para cima. Trata-se da TV Pernambuco entregue pelo governador Eduardo Campos ao movimento social, comprometido com a democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho

Atenção historiadores da TV brasileira: em Pernambuco escreve-se hoje uma página inédita dessa história. Pela primeira vez no Brasil uma TV pública está sendo reconstruída de baixo para cima. Trata-se da TV Pernambuco, criada pelo governo do Estado em 1984, tendo tornado-se durante os governos pós-ditadura de Miguel Arraes (1987-1990 e 1995-1999) um importante veículo de informação e entretenimento regional, com significativa audiência. Abandonada na gestão Jarbas Vasconcelos (1999-2006), foi entregue em março deste ano pelo governador Eduardo Campos ao movimento social, comprometido com a
democratização da comunicação, para conduzi-la.

Leia o resto deste post »

MPF atua, mas a repórter não pode pagar esta conta sozinha. O programa e a emissora também são responsáveis

23/05/2012

O site do Ministério Público Federal (MPF) na Bahia informa que a instituição irá mover ação para que a Justiça condene a  conduta da repórter Mirella Cunha, por ofensa a direitos constitucionais do “entrevistado” ridicularizado pela repórter. O cidadão  encontra-se preso, à disposição do Estado, em uma delegacia de polícia. O MPF precisa levar em conta que a “entrevista” não foi ao vivo, ou seja, outros profissionais da emissora participaram da realização da “reportagem”e, mais grave ainda, a emissora permitiu que a matéria fosse veiculada. Logo, há uma cadeia de responsabilidades.

Leia o resto deste post »