Posts Tagged ‘abaixo assinado’

A sombria máquina de matar a Cultura em Rio de Contas

28/01/2012

Por Valdenberg Trindade

Os interesses pessoais e eleitoreiros estão destruindo a cultura e a história de Rio de Contas.
O Carnaval da cidade, um dos mais antigos e tradicionais do Estado da Bahia, está sendo substituído por uma caricatura tosca do Carnaval de Salvador, dando espaço a atrações de gosto duvidoso, numa patética exaltação ao axé, ao pagode e ao arroch…a. Continue lendo »

Abaixo-assinado Royalties do Petróleo: Educação e C, T&I.

21/09/2011

Dirigido à presidenta Dilma Roussef, aos ministros da Casa Civil, Fazenda e Planejamento e ao Congresso Nacional o documento alerta que

A Câmara dos Deputados deverá colocar em votação ainda este mês (outubro) o PL nº 8.051/2010, que determinará as regras de partilha dos royalties provenientes da exploração de petróleo na camada do pré-sal. A Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e a Academia Brasileira de Ciências (ABC) vêm por meio desta chamar a atenção de Vossa Excelência para a Continue lendo »

Movimento defende veículos leves sobre trilhos para Salvador

14/04/2011

Um grupo de ativistas digitais   profissionais e estudantes empenhados pela causa social do transporte de massa lançou na Internet o manifesto e um abaixo-assinado, a ser entregue ao governo do estado, visando a implantação do sistema de veículos leves sobre trilhos (VLT) em Salvador. O texto do manifesto é o seguinte:

Continue lendo »

Domingo no Parque

10/04/2011

HOJE

Movimento em Defesa do Parque de Pituaçu convida para um domingo no parque: Veja a programação aqui.

Continuam detonando o Parque de Pituaçu

03/04/2011

No ínicio da ciclovia, no km 3, obra praticamente cola na lagoa.

Até às 23 horas deste domingo 1162 pessoas já haviam asssinadopedido de intervenção ao Ministério Público para barrar as construções ilegais no parque de Pituaçu, promover a retirada dos invasores e restabelecer os limites do parque.

Há mais de um ano e meio, em setembro de 2009, ambientalistas  divulgaram manifesto que denunciava graves problemas de ocupação, poluição e desmatamento. Pediam revisão da poligonal do parque. O documento alertava para a continuidade das invasões, que reduziram a área delimitada na criação do Parque , em 1973 de de 660 para menos de 400 hectares.

Praticamente nada aconteceu de lá para cá. Nenhuma providência resultou em alteração do quadro. Continue lendo »