Posts Tagged ‘caetité’

Relatório que denuncia violação de direitos humanos em mineração de urânio na Bahia será lançado na UFBA

21/11/2011

Por Zoraide Vilasboas

O “Relatório da Missão Caetité: Violações de Direitos Humanos no Ciclo do Nuclear” será apresentado pela socióloga da PUC-SP, Marijane Lisboa, relatora para o Direito Humano ao Meio Ambiente da Plataforma Dhesca Brasil (Direitos Humanos Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais), às 14 horas, do dia 25 próximo (sexta-feira), no auditório do Instituto de Geociências da UFBA, numa realização do “Geografando nas sextas: o campo baiano em debate”. Continue lendo »

Greve continua na INB, em Caetité

06/10/2011

Os trabalhadores das Indústrias Nucleares Brasileiras (INB), em Caetité, continuam em greve. Nota divulgada por e-mails dirigentes sindicais vinculados aos trabalhadores da mina de urânio acusa a empresa de ter ameaçado reduzir o salário dos operadores em quase 50% de seus vencimentos, “gerando revolta Continue lendo »

Trabalhadores da INB de Caetité decretam greve

26/09/2011

Os trabalhadores da Indústrias Nucleares do Brasil (INB), em Caetité, decidiram hoje (26) entrar em greve. A paralisação é um protesto pelo fim das duas horas extras diárias de trabalho, que vinham recebendo há alguns anos, e consequente criação de uma quinta turma de seis horas. Estão paralisadas as atividades de produção, porém foram mantidos os serviços essenciais que envolvem a segurança da Unidade de Concentrado de Urânio. Continue lendo »

Caetité quer audiência da Câmara Federal

14/06/2011

Foto: Revista Imagem

Ativistas da luta ambiental em Caetité protestaram pelo fato de que não foram convidados representantes da comunidade, da cidade e dos movimentos sociais para a audiência pública na Câmara dos Deputados, requerida pelo deputado Amauri Teixeira (PT-BA), sobre a contaminação por lixo radioativo na cidade. A Comissão de Seguridade Social da Câmara aprovou o pedido, e a audiência está marcada para quinta-feira, dia 16, a partir das 9:30h, no Plenário 7. Os convidados são Odair Dias Gonçalves, Presidente da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN); Leonam dos Santos Guimarães, Assistente do Diretor Presidente da ELETRONUCLEAR – Eletrobrás Termonuclear S.A.; e Marcos Nogueira Martins, Diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da Comissão Nacional de Energia Nuclear.

Termina impasse da carga radioativa

19/05/2011
Via twitter de Rafael Borges Silva
A assessoria de comunicação da prefeitura de Caetité divulgou há pouco comunicado com a transcrição de um “Termo de Compromisso firmado perante a Comissão Institucional provisória sobre o transporte de material radioativo para a unidade da INB em Caetité”. O documento prevê a ida do material para as instalações da INB em Caetité.

Caetité. Foto: www.amigoscaetiteenses.blogspot.com

O termo de compromisso foi fruto de reunião da INB com representantes do IBAMA, da prefeitura de Caetité, da Câmara de Vereadores e da sociedade civil do município, como igrejas, associações e sindicato dos trabalhadores.

Continue lendo »

MPF apura problemas no transporte de urânio

19/05/2011

O Ministério Público Federal (MPF) em Guanambi (796 km de Salvador) instaurou hoje (19), inquérito civil público a fim de apurar supostas irregularidades na recepção, transporte e comercialização de carga radioativa de urânio no município de Caetité ((757 km de Salvador) e Guanambi por parte das Industrias Nucleares Brasileiras (INB). Desde a última segunda-feira (16) o MPF encaminhou um ofício à INB, requisitando informações sobre a carga oriunda do Centro Experimental de Aramar/Marinha (SP) com destino à mina de Caetité.

Continue lendo »

Carga de urânio continua retida

19/05/2011

Foto Blog do Latinha

Continua sem solução o impasse sobre o destino da carga nuclear com 90 toneladas de concentrado de urânio oriunda do Centro Experimental de Aramar/Marinha (SP) com destino à mina das Indústrias Nucleares do Brasil (INB) em Caetité (757 km de Salvador). O presidente da empresa, Alfredo Trajan Filho está na região desde terça-feira à noite, negociando o fim da crise, que começou no domingo, quando cerca de 3 mil moradores de Caetité impediram a passagem do comboio de treze carretas.

Continue lendo »

Continua impasse sobre destino da carga nuclear

17/05/2011

Por Zoraide Vilasboas, de Caetité

A reunião ocorrida no dia de hoje na Prefeitura de Caetité não decidiu o destino da carga radioativa que mantem populações de municípios baianos em estado de alerta contra a presença do comboio nuclear em seus territórios. O setor nuclear, com seus apoiadores históricos em Caetité, tentam ganhar o controle da situação em nome de um suposto consenso sobre o rumo que a carga tomará. Mas, uma solução parece ficar cada dia mais difícil, especialmente pela omissão dos poderes públicos responsáveis pela fiscalização da atividade da mineração radioativa.
Continue lendo »

Descaso a céu aberto

17/05/2011

Do Greenpeace

Carga de urânio altamente radioativa aguarda destinação estacionada em delegacia do interior da Bahia. O material veio de São Paulo, mas não apresentou autorização oficial de transporte.

Nove caminhões carregados de material radioativo estacionados no pátio de uma delegacia no interior da Bahia aguardam indefinidamente um rumo. Este é o cenário desolador do caótico programa nuclear brasileiro. O comboio veio de São Paulo, tentou entrar no município de Caetité (BA) na noite do dia 15 de maio e foi rejeitado pela população, que aguardava em vigília. Até o momento, nenhuma autorização de transporte foi apresentada pelos órgãos responsáveis.
Continue lendo »

INB confirma: carga é de urânio concentrado

16/05/2011

O que parece uma justificativa na verdade acentua a gravidade da falta de comunicação entre a INB e CNEN com a população de Caetité e Lagoa Real que está recebendo uma carga gigantesca de urânio concentrado, o que provavelmente é mais perigoso do que o lixo. O produto estava estocado em Aramar (Marinha) em São Paulo. Será empacotado em Caetité, será exportado para ser enriquecido e retornará ao Brasil como combustível das unsinas de Angra dos Reis (Josias Pires).

Por Tatiana Maria Dourado Do G1 BA

Pelo menos duas mil pessoas se reuniram em vigília para impedir o recebimento de material radioativo pela mina de Caetité, município a 757 km de Salvador. A mobilização começou por volta das 17h de domingo (15) e durou até as 2h da madrugada desta segunda-feira (16).

Com a vigília, as nove carretas que transportavam o material de São Paulo para a unidade de beneficiamento de urânio, na região sudoeste do estado, foram impedidas pela população de seguir viagem e tiveram de retornar ao município de Guanambi, a 45 km de Caetité. Até as 11h desta segunda (16), elas permaneciam no posto da Polícia Militar da região.
Continue lendo »

INB quer dobrar produção da mina de Caetité

16/05/2011

A notícia parece velha, sobretudo considerando que temos Fukushima no meio, mas é dito que a INB não teria cumprido planos de metas e passa por forte crise. O programa nuclear brasileiro parece incólume face aos terromotos no Japão, que levou a posições imediatas na Europa de rever as suas usinas. No Brasil temos no horizonte a meta de construir novas usinas nucleares, levando ao aumento da demanda de urânio no país. É por isso que a notícia abaixo, apesar de velha, revela a estratégia do setor que, de certo modo, continua válida.
Continue lendo »

Manifestação impede entrada de carretas na INB

16/05/2011

Por Jó Oliveira, icaetité.com.br

Depois dos comentários de que estavam sendo enviados para o município de Caetité uma carga contendo lixo radioativo, a população montou guarda na Avenida que dá acesso às Indústrias Nucleares do Brasil – INB e impediu a passagem do comboio que chegou ao município no início da noite deste domingo. Mais de 3.000 pessoas formaram uma barreira humana para impedir que as 13 carretas tivessem acesso ao destino.

Continue lendo »

Caetité em vigília

16/05/2011

Protesto contra carga nuclear avança pela madrugada. Informações e fotos do facebook de Marcell Moraes

Lixo atômico clandestino?

15/05/2011

O controle das informações e a falta de transparência do setor nuclear são assustadores.

Organizações do município de Caetité – Comissão Paroquial de Meio Ambiente de Caetité, Associação Movimento Paulo Jackson- Ética, Justiça, Cidadania e Comissão Pastoral da Terra – encaminharam esta semana ao governador Jaques Wagner, ao ministro da Ciência e Tecnologia Aloísio Mercadante, a ministra do Meio Ambiente Izabella Mônica Vieira Teixeira, o presidente do Ibama e diveras autoridades federas, estaduais e municipais uma carta em busca de informações sobre suposta carga radioativa que estaria sendo encamihada para a Bahia. No início da semana dizia-se que a carga chegaria em cerca de dez dias. Contudo, para surpresa da população de Caetité e Lagoa Real, chegou hoje à noite (15), distribuída em treze caminhões.

Continue lendo »

Caetité bloqueia comboio radioativo

15/05/2011
Por Zoraide Vilasboas
Milhares de pessoas fizeram um cordão humano em frente ao Cemitério de Caetité, conseguindo impedir a passagem do comboio radioativo, composto por 13 caminhões, que chegou na cidade, por volta das 19h de hoje, carregados de material atômico destinado ao distrito de Maniaçu, onde funciona a única unidade de extração e beneficiamento de urânio, em atividade no pais. 
Impedidos de seguir por esta via, o comboio deu a volta e tomou o rumo da BR que leva a Lagoa Real por onde pretende alcançar a Fazenda Cachoeira, onde fica a mineração de urânio. Os caetiteenses estão dispostos a permanecer em vigilia toda a noite e estão fazendo contato com a população da Lagoa Real para garantir a mobilização necessária a fim de impedir a passagem do lixo radioativo pela estrada que liga aquela cidade a Maniaçu.


Vigília contra lixo nuclear em Caetité

15/05/2011

Moradores das cidades baianas de Caetité e Lagoa Real fazem uma vigília de protesto, hoje (15), às 19h30, “contra o lixo atômico e em defesa da vida”, na saída de Caetité para Maniaçu, onde funciona a unidade de mineração e beneficiamento de urânio das Indústrias Nucleares do Brasil (INB).

O protesto foi convocado pela Comissão Paroquial de Meio Ambiente de Caetité (Ba), a Comissão Pastoral da Terra e o Movimento Paulo Jackson – Ética, Justiça, Cidadania, depois que foi anunciado que um comboio radioativo, supostamente oriundo de São Paulo, estaria se dirigindo para a região da mina de urânia na Bahia.

Continue lendo »

População de Caetité aguarda ação do IBAMA na mina de urânio

07/04/2011

Depois que o presidente da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) apontou, através da imprensa (https://blogbahianarede.wordpress.com/2011/04/01/cnen-afirma-que-inb-e-ineficiente-e-incapaz-de-garantir-seguranca-da-mina-de-caetite/) crimes ambientais praticados na unidade de produção de urânio, antes denunciados, inúmeras vezes, pela sociedade civil, aos órgãos oficiais de fiscalização, técnicos da Divisão de Licenciamento do IBAMA estão em Caetité, no sudoeste da Bahia, fazendo uma inspeção na Unidade de Concentrado de Urânio (URA-Caetité).

Continue lendo »

CNEN afirma que INB é ineficiente e incapaz de garantir segurança da mina de Caetité

01/04/2011

Na nota à imprensa publicada hoje no Blog de Luis Nassif a Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN), divulga várias questões sobre a mina de urânio de Caetité. A nota revela o confronto aberto entre a CNEN e a Indústrias Nucleares Brasileiras (INB), que gere a mina de modo ineficente e pouco transparente.

A CNEN diz na nota à imprensa que a “INB não tem capacidade de produzir os relatórios anuais de monitoração ambiental (não consegue realizar medidas radiométricas). O último é referente ao ano de 2008. Esses relatórios são vitais para a avaliação de impacto ambiental da instalação”.

Continue lendo »

Urânio leva Caetité para o Mapa da Injustiça Ambiental

01/04/2011

A contaminação de recursos hídricos e do solo são os principais impactos sobre a saúde da população local provocados pela mina de urânio de Caetité, segundo o Mapa da Injustiça Ambiental e Saúde no Brasil, elaborado pela Fiocruz e Fase, com o apoio do Departamento de Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador do Ministério da Saúde Leia aqui.

Continue lendo »

Usina de urânio é área de segurança nacional

31/03/2011

As informações sobre acidentes e riscos de novos acidentes no âmbito da usina de urânio de Caetité/Lagoa Real são de posse exclusiva das empresas e órgãos federais. A gestão da usina é feita Indústrias Nucleares do Brasil (INB) e controlada pela Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) e é tratada como assunto de segurança nacional.

Continue lendo »

Programa nuclear brasileiro é precário e Caetité sofre com insegurança nuclear

31/03/2011

Se o bater de asas de uma borboleta no Oriente Médio afeta o movimento das folhas num parque em Nova Iorque é impossível imaginar todas consequências planetárias da catástrofe que se abateu sobre o Japão. De pronto, reacendeu o debate sobre o uso da energia nuclear para a geração de eletricidade na Europa e em todo o mundo.

O potencial trágico contido numa usina nuclear é algo assustador. A Alemanha resolveu interromper o seu programa nuclear. No Brasil o setor está em crise. A direção da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) está caindo e várias irregularidades estão aparecendo. Uma delas é que faltam licenças atualizadas para o funcionamento da usina de Angra dos Reis! Há um desleixo evidente com os procedimentos de segurança. Quatro reatores nucleares utilizados para pesquisa funcionam sem licença, em três campi universitários.

Os problemas são ainda mais graves no início da cadeia produtiva das usinas nucleares, que no Brasil ocorre em Caetité, cidade do sertão baiano, onde foi instalada há mais de dez anos uma usina de beneficiamento de urânio, operada pela Indústrias Nucleares do Brasil (INB) e controlada pela CNEN.

Continue lendo »