Posts Tagged ‘Copa do Mundo’

Salvador, uma cidade perplexa

22/09/2012

Se os grandes eventos como Copa do Mundo reforçam a virulência e a dramaticidade da ação pública e privada sobre o território urbano, os fundamentos privatistas e especulativos da produção da capital baiana atual podem ser encontrados nas dimensões mais cotidianas e rotineiras da complexa engrenagem produtora de espaço. O uso e abuso do Plano Diretor é evidente e Salvador atinge um recorde entre as capitais brasileiras na redefinição dos padrões legais de regulação do espaço urbano.

Por Ana Fernandes (*)

Do ponto de vista do direito à cidade e da urbanidade, é desastroso atravessar uma conjuntura de crescimento econômico – particularmente aquela ancorada em acelerada expansão da construção civil e da indústria automobilística – sem que se configure como eixo condutor das ações públicas e privadas um aparato de regulação do uso do espaço calcado no interesse público e no descortínio de novas formas de desenvolvimento social. Continue lendo »

Tiro Livre: Pode ser pior

02/05/2011

Por Oscar Paris

Está provado. É mais fácil embrenhar-se nos confins do Paquistão e capturar Osama Bin Laden do que ver o Bahia campeão. Quatro meses antes de completar uma década dos atentados contra o Pentágono e as Torres Gêmeas do WTC os ianques deram cabo ao terrorista mais temido e procurado do mundo.

Continue lendo »

Qual o plano de Cidade na Copa 2014?

27/04/2011

Por Angela Gordilho Souza, Arquiteta, docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo (PPGAU).

Nas últimas décadas, a reabilitação de áreas urbanas e os grandes eventos mundiais foram o mote do chamado planejamento estratégico, associado às novas possibilidades de mercado, sobretudo envolvendo o turismo. Projetos pioneiros, como o Inner Harbor, Baltimore (1970), trazem na sua concepção a parceria pública com a iniciativa privada (PPP), com forte incentivo de recursos públicos e mudanças no uso do solo. São replicadas, mundo afora, gerando um intenso debate, sendo emblemático o caso de Barcelona, por ocasião das Olimpíadas de 1992, com investimentos duradouros de qualificação da cidade que, associados às medidas de preservação histórica, a inseriu fortemente no circuito turístico internacional.

Continue lendo »