Posts Tagged ‘Copa’

Copa do Mundo Alemanha 7 x 1 Brasil: as capas dos jornais

09/07/2014
De Carta Capital

John MacDougall / AFP
Jornais

Capas de jornais da Alemanha registram a vitória histórica diante do Brasil

Se o Brasil tivesse um campeonato para escolher a melhor capa de um jornal para a Copa do Mundo, o Meia Hora, do Rio de Janeiro, seria campeão com louvor.

Após a humilhação suprema sofrida pela seleção brasileira no Mineirão, na terça-feira 8, o jornal carioca emplacou a manchete “Não vai ter capa”, em alusão ao famigerado slogan “Não vai ter Copa” que precedeu a realização do mundial.

Conhecido pelas manchetes e capas satíricas, o Meia Hora afirmou que, diante da goleada de 7 a 1 para a Alemanha, hoje não conseguiria fazer capa.

Outros dois jornais que foram muito bem nas capas deste 9 de julho foram o A Tarde, de Salvador, e o Extra, também do Rio de Janeiro. O primeiro “enterrou” a seleção e se disse “morto de vergonha”. O segundo parabenizou os vice-campeões de 1950, que até a terça-feira carregavam o título de donos da maior vergonha do futebol brasileiro.

Na Europa, os jornais esportivos também aproveitaram o vexame do Brasil para se regozijar. Abaixo, as capas do português A Bola, do italiano Corriere dello Sport (“Humilhados”) e do espanhol AS.

Abaixo, o Marca, também da Espanha, e o argentino Olé, que ironizou a busca pelo hexacampeonato. O francês L’Equipe preferiu elogiar a Alemanha e o meia Toni Kroos, um dos melhores em campo: “Fantástico”.

Ação popular pede legalidade e moralidade na Câmara Municipal de Salvador

17/01/2012

Por Josias Pires

Configurar a ilegalidade e a imoralidade da tramitação do projeto que mudou a Lei de Ordenamento e Uso do Solo (LOUS) de Salvador, aprovada pela Câmara Municipal no dia 29 de dezembro passado, é o que pretende a Ação Popular movida pelos vereadores da Oposição que votaram contra a aprovação da lei – Aladilce Souza, Andréa Mendonça, Gilmar Santiago, Marta Rodrigues, Olívia Santana e Vânia Galvão – e por cerca de 30 lideranças de movimentos sociais.

A Ação Popular vem somar-se a Ação Civil Pública movida pelo Ministério Público Estadual em 01 de dezembro de 2011. Esta tramita na 7a. Vara da Fazenda Pública, da juiza Lisbete Maria Teixeira, a mesma da que aceitou o argumento do Camarote de Ondina de que a manifestação visava derrubar o camarote; e intimou a jornalista Nádia Vladi a evitar a manifestação “Desocupa” sob pena de multas diárias de R$ 5 mil. Continue lendo »

Câmara de Salvador burla Justiça e aprova PDDU dos Hotéis

29/12/2011

Por Josias Pires

“Nas dez emendas à queima roupa apresentadas na votação de hoje, aos 45 minutos do segundo tempo (em torno das 15 hs), o que se viu foi uma burla à decisão judicial, que suspendeu através de liminar a tramitação do PDDU. Cabe ao Ministério Público suspender a votação da Lei de Ordenamento e Uso do Solo (LOUS) pois ela foi eivada de vícios”, escreveu hoje o vereador Gilmar Santiago na sua página no facebook.

Continue lendo »

Vídeo: Salvador Copa

06/12/2011

Uma equipe de vídeo resolveu fazer um passeio de uma hora por Salvador e obteve as cenas de uma cidade que está mergulhada no baixo astral.

Como lembram os realizadores, a bem da verdade, a realidade é muito pior do que pode ser visto no vídeo.

Segue também o  link de uma entrevista concedida à Revista Muito pela urbanista Ana Fernandes.
http://revistamuito.atarde.com.br/?p=7305&doing_wp_cron

O poder da Fifa nas obras da Copa

29/06/2011

Do Estadão, via Luis Nassif On Line

Eugênia Lopes e Denise Madueño / BRASÍLIA

A Câmara dos Deputados diminuiu os poderes da Fifa e o Comitê Olímpico Internacional (COI) na definição de gastos das obras para a Copa do Mundo de 2014 e a Olimpíada de 2016. A alteração foi feita ontem à noite na votação da medida provisória que cria as regras especiais de licitação para obras dos dois eventos, o chamado Regime Diferenciado de Contratações Públicas (RDC). O texto, que será votado agora pelos senadores, também deixou mais claro que os órgãos de controle terão acesso aos orçamentos previstos nos editais das obras.

Continue lendo »

Filme-Arara

05/05/2011

Por Marcos Pierry

No jargão da imprensa, o termo arara costuma designar os jornais que, belos na apresentação visual de textos e imagens, são fracos no conteúdo. E não é que a carapuça ajusta-se direitinho ao blockbuster Rio? A produção da Fox, dirigida pelo brasileiro Carlos Saldanha, de A Era do Gelo, estreou no país no dia seguinte à tragédia de Realengo, que deixou um obituário de 13 nomes pelos corredores de uma escola pública do Rio de Janeiro.

As 1008 salas que projetaram o filme pelo Brasil no fim de semana de estréia (8, 9 e 10 de abril) obtiveram, cada uma, a média de 90 espectadores por sessão. É uma taxa de ocupação, em torno de um terço, bem aquém do padrão prometido por um arrasa-quarteirão.

Continue lendo »