Archive for the 'Música' Category

Morre o Sambador Manezin de Izaias

10/02/2015
Foto semana Cultural Riachão - Evandro Matos

Foto semana Cultural Riachão – Evandro Matos

Por Josias Pires

Acabei de receber a notícia por meio de mensagem eletrônica encaminhada pelo jornalista Evandro Matos. A morte colheu o sambador na noite de segunda-feira passada (09), em sua residência, na avenida J.J. Seabra, Riachão do Jacuípe, a cerca de 200 Km de Salvador.

Afamado sambador de Riachão do Jacuípe, Manezin de Izaias é co-autor de um dos grandes sucessos do Carnaval da Bahia, a música “Quixabeira”, adaptada por Carlinhos Brown e gravada pelo próprio Brown e mais Caetano Veloso, Gal Costa, Maria Betânia, Gilberto Gil, banda Cheiro de Amor e muitos outros:

https://www.youtube.com/watch?v=3QjsedRXg9Q

A canção “Quixabeira”, na verdade, é uma colagem que Carlinhos Brown fez de três músicas gravadas originalmente como de domínio público no long-play “Da Quixabeira Pro Berço do Rio” , produzido por Bernard von der Weid, em 1992, reunindo 40 cantos de trabalho, chulas, batuques e rodas de quatro município do sertão da Bahia (Feira de Santana, Serrinha, Araci e Valente). Leia o resto deste post »

O Tema do Espantalho (Sergio Ricardo) por Papete

03/03/2013

Via Assis Ribeiro

Áudios da Missão de Pesquisas Folclóricas (1938)

27/02/2013

Este fonograma é o primeiro de uma coleção de 23 postados juntos no youtube.

Por Carlos Augusto Calil

Em 1938, quando o Departamento de Cultura financiou a Missão de Pesquisas Folclóricas, Mário de Andrade deparava-se com o dilema da modernidade: ao mesmo tempo que as manifestações populares corriam o risco de desaparecer com a crescente urbanização do país, o avanço tecnológico da época proporcionava meios de capturá-las em discos, fotografias e filmes. Leia o resto deste post »

Humberto Mauro – Brasilianas: Canções Populares

27/02/2013

Por Josias Pires

A série de curtas-metragem “Brasilianas: Canções Populares”, realizada por Humberto Mauro, no Instituto Nacional do Cinema Educatuvo (INCE), entre 1945 e 1964 adquiriu a condição de filmes clássicos do cinema documentário brasileiro. São pérolas densas de poesia lírica, bucólica, telúrica, que registram expressões musicais populares e, mais do que isto, descortina panoramas do mundo rural, gestos e comportamentos de homens que vivem e atuam naqueles locais. Leia o resto deste post »

Caetano Veloso – Abraçaço – CD completo

26/02/2013

A estética do frio e a reação ao Brasil tropical

24/02/2013

Principal desdobramento da bossa nova, o movimento do tropicalismo preparou terreno para ideias como a estética do frio, assinala Vitor Ramil. Reagir ao estereótipo do gauchismo e trazer à tona nossas nuanças “escondidas sob os excessos de cor local” é a tentativa dessa estética sulista

Por: Márcia Junges, IHU On Line

Vitor Ramil

“Tropicalismo e estética do frio, guardadas as diferenças, a representatividade e a importância de cada um, olharam o mundo ao redor a partir de um novo ponto de vista, com a intenção de instaurar a leveza. Se há alguma reação consciente da estética do frio ao tropicalismo, ela é indireta”. A reflexão é do músico Vitor Ramil, na entrevista exclusiva que concedeu por e-mail à IHU On-Line, dando continuidade ao debate proposto pela edição 411 da revista IHU On-Line, intitulada Tropicalismo. O desejo de uma modernidade amorosa, publicada em 10-12-2012 e disponível em http://bit.ly/c13mqH.

Autodeclarado “cria dos tropicalistas”, sobretudo de Caetano, ele não acredita que o tropicalismo inaugure um estereótipo. Em sua opinião, esse movimento “abriu as portas da modernidade ao nos dizer: ‘estejam atentos a tudo, não tenham preconceitos, reinventem-se sempre’. O estereótipo do Brasil tropical, que vem de antes do tropicalismo, apenas o absorveu. As bananas já tinham subido à cabeça de Carmem Miranda”. De certo modo, acrescenta, “a estética do frio reage ao estereótipo do Brasil tropical como marca de identidade para todos os brasileiros, que é como o senso comum, dentro e fora do país, tende a reconhecer o nosso país tão diverso”. Leia o resto deste post »

23/10/2012

Samba de Roda do Recôncavo – Patrimônio da Humanidade

II Mostra do Samba de Roda do Recôncavo Baiano

04/08/2012

Mestre Nelito, filho do Iguape a meio caminho entre Cachoeira e Santo Amaro da Purificação, mestre do samba e da capoeira em Salvador. Lidera o grupo de samba chula Os Vendavais e dirige a bateria do bloco carnavalesco Mudança do Garcia.

Entre os dias 16 e 19 de agosto será realizado em Salvador, Santo Amaro, Maragogipe e Irará a II Mostra de Samba de Roda do Recôncavo Baiano, promovida pela Associação de Sambadores e Sambadeiras do Estado da Bahia (Asseba), através do Prêmio FUNARTE – Procultura de Apoio a Festivais e Mostras de Música: samba, reflexão e intercâmbio andam juntos na salvaguarda do patrimônio imaterial, profissionalização da produção cultural voltada para o samba de roda, arte e estética da cultura popular são os temas em pauta.

A programação desdobra-se em shows, seminários, oficinas e mistura a diversidade de ritmos do samba de roda com o Jongo, do Sudeste, o Carimbó, do Norte e o Coco, do Nordeste.  A abertura oficial é com os Mestres do Jongo e os grupos Geração do Iguape (Santiago do Iguape), Unidos de Teodoro – (Teodoro Sampaio) e o Samba Chula Os Vendavais – (Salvador).

Domingos Preto é natural de Santiago do Iguape, mestre da pesca e do samba, da vida nas águas e na terra, memória viva dos corridas e chulas do Recôncavo da Bahia.

“Queremos fazer uma mostra com alta qualidade e discutir a produção cultural relacionada à cultura popular”, diz Katharina Doring, produtora, pesquisadora e curadora. Que conta também com a parceria do SESC – Bahia, SECULT-CCPI, FUNCEB, Prefeitura – Irará, Prefeitura – Maragojipe. Sempre a partir das 19h no Teatro SESC Pelourinho.

Programação e mais informaçoes: http://iimostradosambaderoda.blogspot.com.br/p/programacao.html

Choveu no sertão

24/07/2012

.

Por Marcus Gusmão

Emoção ontem ao ler no Uol  sobre o prêmio principal do Festival de Campos de Jordão conquistado por um músico baiano de 20 anos, estudante do primeiro ano de regência da Escola de Música da UFBA mas já “veterano”  no Neojiba, desde os 17. Leia o resto deste post »

A peleja do Chiclete com o Samba de Cachoeira

24/06/2012

Por Josias Pires

O post de Francisca Marques sobre o assalto oficial do Chiclete com Banana aos cofres públicos de Cachoeira gerou um rico debate no Facebook. Até agora 56 pessoas compartilhamento o texto e muitos comentários foram publicados sobre as relações entre música e comércio musical, entre apaixonados pela arte e negócios de comerciantes públicos e privados. Leia o resto deste post »

O São João de Cachoeira dá Chiclete mas não dá Samba!

24/06/2012

Por Francisca Marques, etnomusicologa

Estive em Cachoeira há pouco mais de duas semanas, e além de oferecer um curso de documentação e formação de acervos audiovisuais para os sambadores, sugeri aos Mestres e representantes dos grupos, uma reunião para reavaliação do que aconteceu (e não aconteceu!) nesses 7 anos de reconhecimento do Samba de Roda do Recôncavo como Obra Prima e Patrimônio Imaterial da Humanidade (UNESCO, 2005), sobretudo com relação à Salvaguarda.

Recordo a todos que foi ali mesmo em Cachoeira que se deu a reunião embrionária do que viria a ser a organização dos sambadores em outras localidades e essencialmente em todo Recôncavo, que no processo do inventário e dossiê resultou na ASSEBA (Associação dos Sambadores e Sambadeiras do Estado da Bahia). Saliento, ainda, que foram os Mestres do Samba Suerdieck e do Filhos de Nagô que assinaram de próprio punho a solicitação do registro do Samba de Roda no Livro das Formas de Expressão do Patrimônio Nacional (Ministério da Cultura, IPHAN, 2004).
Leia o resto deste post »

Wagner Moura e Legião: ator quase perde para a própria grandeza

09/06/2012

Por Marcos Pierry

Não, Wagner Moura não se iguala a Renato Russo à frente dos vocais da Legião Urbana. Nenhuma das 15 mil pessoas presentes ao Espaço das Américas, em São Paulo, terça e quarta-feira, pensava o contrário disso antes dos shows em tributo à mega banda brasileira de pop rock. Nem os dois músicos da formação original – Dado Villa-Lobos (guitarra), Marcelo Bonfá (bateria) – e muito menos o próprio ator baiano.

Leia o resto deste post »

Procura-se violino roubado em assalto a ônibus

20/03/2012

O violino de Adryane Lins é uma copia de um Guarneri 1725, de fabricação alemã. Tem esta marca assinalada na foto e uma flor de madrepérola no arco.
O instrumento foi roubado num assalto ao ônibus em que Adryane estava, a caminho do ensaio na Orquestra de Camaçari. Contatos de Adryane 71 9142-1047- 71 92425772- 71 4103 1047.

Os avós do samba 1978 Parte 1 ( documentário raro ) – Carlos Cachaça , Tia Ciata

15/01/2012

Via Katharina Döring

Sankofa Bar é o palco da Festa Afrobeat na sexta (20)

15/01/2012

Por Diana Lima

Criamos um coletivo de DJs, o Sistema Kalakuta. São DJs já conhecidos no cenário musicultural de Salvador (Sankofa, Riffs, Ed Bras e Dudoo Caribe) e o tema de nosso trabalho é a música africana, em especial o afrobeat. Vamos realizar um evento de laçamento no dia 20 (sexta) Leia o resto deste post »

Matita Perê se apresenta dia 18 no Teatro Sesi

13/01/2012

O grupo baiano Matita Perê, encabeçado pelos compositores Borega e Luciano Aguiar, abre 2012 com um show especial no Teatro Sesi do Rio Vermelho, dia 18 de janeiro, às 20 horas. Com 13 anos de estrada, os parceiros seguem imprimindo originalidade nas próprias composições e nos arranjos feitos especialmente para clássicos da música popular brasileira.

Leia o resto deste post »

Samba de roda, patrimônio imaterial da humanidade

24/12/2011

Publicado na revista eletrônica do  Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo 
Por Carlos Sandroni

Em 2005, o samba de roda, forma musical-coreográfica da região do Recôncavo, na Bahia, foi incluída pela Unesco na sua III Declaração de Obras-Primas do Patrimônio Imaterial da Humanidade. Essa candidatura vitoriosa foi construída num processo complexo, que envolveu agentes de políticas públicas, antropólogos, etnomusicólogos e, especialmente, sambadores e sambadoras do Recôncavo. A candidatura envolveu a elaboração de um Plano de Ação, previsto para cinco anos, para a salvaguarda do samba de roda no Recôncavo. No presente texto, depois de tratar brevemente do processo que levou à premiação da Unesco, são abordadas sobretudo questões suscitadas pela implementação do Plano de Ação, que se estruturou em torno de quatro “eixos”: organização dos sambadores do Recôncavo, transmissão, difusão e documentação do samba de roda. Leia o resto deste post »

Música Baiana? Concertos de música contemporânea em Salvador

11/12/2011
Via Tuzé de Abreu
Na próxima sexta-feira (16), o Camará — Conjunto de Câmara da UFBA apresenta o projeto “Música Baiana?”,
com um programa inteiramente voltado à música contemporânea feita na Bahia.

Essa é uma boa oportunidade para viajar por sete diferentes mundos formados de sons (familiares e inusitados),
experiência proporcionada por aquela ‘música clássica’ que é feita aqui mesmo, em nosso tempo e lugar.

Aliás, você sabia que existe compositor de música clássica na Bahia? Que música baiana você conhece?

sete estreias | sete obras de compositores baianos
ENTRADA FRANCA



http://pauloriosfilho.blogspot.com
http://camaraufba.blogspot.com
http://catr.se/nsQAFD

 

http://www.youtube.com/watch?v=vGtL3H0x_3w&feature=g-upl
http://www.youtube.com/watch?v=pbgqPnLo7IY&feature=g-upl
http://www.youtube.com/watch?v=_Xb1MF4HVoA&feature=g-upl